Notícias

Em primeira reunião de 2017, Condic aprova 42 novos projetos para receber incentivos fiscais do Prodepe

Realizada na manhã desta terça-feira (11), a 97ª Reunião do Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic) anunciou a aprovação de 42 novos projetos no Programa de Desenvolvimento do Estado de Pernambuco (Prodepe), que concede incentivos fiscais para atrair investimentos para o Estado de Pernambuco. Os municípios contemplados são: Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Caruaru, Ipojuca, Escada, Cabo de Santo Agostinho, São José do Egito, Araripina, Lagoa do Itaenga, Arcoverde, Abreu e Lima, Pombos, Carpina, Tabira, João Alfredo, São Lourenço da Mata, Goiana, Orobó e Petrolina.

Na área industrial, há uma previsão de investimentos de R$ 201.215.649,77 para projetos de natureza de implantação, ampliação com nova linha de produtos e isonomia, com geração direta de 1.030 empregos. Os incentivos anuais somam R$ 59.246.432,50 para a produção de insumos como arroz, descartáveis, papel higiênico, compostos de PVC, sacos e tecidos de ráfia, refrigerantes, picolés e sorvetes, blocos de concreto, entre outros. Para o diretor-presidente em exercício da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), Aymar Soriano, “continuar a atrair investimentos para Pernambuco, em tempos de crise, torna-se essencial para que o Estado possa se reestabelecer e criar importantes políticas que fortaleçam a economia da capital e dos municípios do interior”.

No setor de importação, onze empresas receberão o aporte de R$ 463.556.692,55 para ampliação e implantação de novas linhas de produtos, com faturamento previsto de R$ 557.199.063,59. As companhias que receberão os investimentos são: Akross Representação de Comércio LTDA, Antares Comercial Importadora e Exportadora de Mercadorias LTDA, Exxonmobil LTDA, Jorney Comércio de Eletrônicos LTDA, Lyns Comércio de Peças e Equipamentos S/A, Mixfoods Indústria e Comércio LTDA, Plury Química LTDA, Sain Marie Importação e Exportação LTDA, Spectrum Brands Brasil Indústria e Comércio de Bens de Consumo LTDA, Thork Trading LTDA e Valeriano Valente de Oliveira e Cia LTDA.

Já na área de logística, serão implantados dois novos Centros de Distribuição: o da Ibrap Indústria Brasileira de Alumínio e Plásticos S/A, em Goiana, e o da Tangará Importadora e Exportadora S/A, em Arcoverde. O Centro de Distribuição da Dampeças LTDA, em Petrolina, será ampliado. O faturamento anual previsto é de R$ 47.406.566,16 e a estimativa de compras e transferências anuais é de R$ 34.430.266,18.

O vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Raul Henry, ressalta a necessidade de atrair tais investimentos. “Esta primeira reunião do Condic, em 2017, traz números representativos, como a geração de mais de mil empregos diretos e investimentos que somam mais de R$ 200 milhões no setor industrial, o que demonstra que o Estado está tomando uma postura acertada em sua política de desenvolvimento econômico. São números que animam a nossa economia e apontam para uma breve estabilização da mesma”, disse.

PRODEPE - O Programa de Desenvolvimento do Estado de Pernambuco (Prodepe) compreende um conjunto de incentivos fiscais direcionados para diversos setores da atividade econômica, entre os quais destacam-se: industrial, central de distribuição e importador atacadista. O pacote destina-se a atrair novos investimentos para Pernambuco e manter em seu território aqueles já existentes. O programa foi instituído pela Lei nº 11.675, de 11 de outubro de 1999, e regulamentado por meio do Decreto nº 21.959, de 27 de dezembro de 1999, e respectivas alterações. O Prodepe é um dos programas mais robustos do gênero, pela abrangência e escalonamento de percentuais de incentivo em função da localização dos empreendimentos, e transparentes, por dar publicidade aos atos através de decretos específicos no Diário Oficial.

AD DIPER - A Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper) é uma sociedade de economia mista ligada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (SDEC) e tem como missão apoiar o desenvolvimento econômico e social do Estado por meio de ações indutoras e do apoio aos setores industrial, agroindustrial, comercial, de serviços e de artesanato. Tem como desafio interiorizar o desenvolvimento, integrando o médio e pequeno produtor ao dinamismo econômico local.

Voltar para a página de Notícias