Notícias

CONDIC APROVA PROJETOS E BATE RECORDE NO SETOR DE IMPORTAÇÃO

O Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic) reuniu-se pela terceira vez este ano para analisar projetos de concessão de incentivos fiscais de empreendimentos interessados em se implantar ou ampliar suas atividades em Pernambuco. A 99ª reunião aconteceu na manhã desta terça-feira (03/10) no auditório da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper). Mais outro encontro está programado para ocorrer ainda este ano, no mês de dezembro.

No encontro, foram aprovados 37 projetos, sendo 22 de indústrias (dez no interior), 11 de importadoras e quatro de centrais de distribuição. Apesar do momento de crise econômica que ainda assola o país, o Governo do Estado conseguiu ampliar consideravelmente o número de empreendimentos no setor de importação. Só para se ter uma ideia, o valor previsto de importação anual para esta 99ª reunião chega R$ 489,1 milhões, superando todos os valores dos dez últimos encontros do Condic, que ficaram entre R$ 68,2 milhões e R$ 463,5 milhões.

Já para a indústria, os investimentos ficaram na ordem de R$ 48,7 milhões, sendo R$ 36 milhões destinados à RMR e R$ 12,7 milhões para o interior. Esse montante projeta a geração de 819 postos de trabalho, dos quais 410 estarão sediados no interior do Estado e 409 na Região Metropolitana do Recife. Ao todo, 13 municípios foram contemplados, sendo cinco na RMR e oito no interior. São eles: Jaboatão dos Guararapes, Paulista, Recife, Timbaúba, Caruaru, Lagoa do Itaenga, Tabira, Abreu e Lima, Barreiros, Garanhuns, Cabo de Santo Agostinho, Gravatá e Tacaimbó. Das 12 Regiões de Desenvolvimento (RD) de Pernambuco, seis foram contempladas: RMR, Mata Norte, Mata Sul, Sertão do Pajeú, Agreste Central e Agreste Meridional.
O vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Raul Henry, comemora os números apresentados. “Apesar da crise, mais uma reunião do Condic em 2017 com resultados importantes, sobretudo no que diz respeito ao setor de importação, que promoverá ganhos imediatos de arrecadação, sem prejuízo à produção local, além de ser uma porta de entrada para investimentos mais robustos. Estamos empenhados para atrair mais empreendimentos para o nosso Estado”, afirmou.
DESTAQUES DA 99ª REUNIÃO DO CONDIC
• 37 projetos: sendo 22 indústrias, 11 importadoras e 04 centrais de distribuição;
• Total de empregos: 819 sendo 410 no interior e 409 na RMR;
• Das indústrias, 07 de implantação, 11 de ampliação com nova linha de produtos, 01 de implantação/isonomia, 01 de isonomia, 01 de manutenção do poder competitivo e 01 de ampliação;
• 12 projetos na Região Metropolitana totalizando R$ 36 milhões;
• 10 projetos contemplados no interior totalizando R$ 12,7 milhões;
• 05 municípios contemplados na RMR: Recife, Jaboatão do Guararapes, Paulista, Abreu e Lima e Cabo de Santo Agostinho;
• 08 municípios contemplados no interior: Timbaúba, Caruaru, Lagoa do Itaenga, Tabira, Barreiros, Garanhuns, Gravatá e Tacaimbó.
DIVISÃO DE PROJETOS NAS SETE REGIÕES DE DESENVOLVIMENTO (RDs):
• 24 na RD Metropolitana: Recife (13), Jaboatão dos Guararapes (02), Paulista (04), Ipojuca (01), Abreu e Lima (03) e Cabo de Santo Agostinho (01);
• 13 no interior distribuídos nas seguintes RDs:
• 01 na Mata Sul – Barreiros (01);
• 02 na Mata Norte – Timbaúba (01) e Barreiros (01);
• 06 Agreste Central – Caruaru (04), Gravatá (01) e Tacaimbó (01);
• 01 no Agreste Meridional – Garanhuns (01);
• 01 no Agreste Setentrional – Orobó (01);
• 02 no Sertão do Pajeú – Tabira (01) e Serra Talhada (01);
TRÊS MAIORES EMPREGADORES:
1. Cooperativa do Agronegócio dos Associados da Associação dos Fornecedores de Cana-de-açúcar – Ampliação com nova linha de produtos em Timbaúba – 251 vagas;
2. Maranhão Colchões Ltda. – Implantação/Isonomia no Cabo de Santo Agostinho – 130 vagas;
3. Romaguera Pescados e Frutos do Mar Ltda. – Ampliação em Paulista – 59 vagas.
TRÊS MAIORES INVESTIDORES:
1. Romaguera Pescados e Frutos do Mar Ltda. – Ampliação em Paulista – R$ 9,4 milhões;
2. MJB Indústria de Bebidas e Plástico Ltda. ME – Ampliação com nova linha de produtos no Recife – R$ 6,9 milhões;
3. Aço Master Indústria Metalúrgica Ltda. – Implantação em Jaboatão dos Guararapes – R$ 6,5 milhões.

IMPORTAÇÃO – A reunião de hoje aprovou um total 11 projetos de importação. São eles: a implantação das unidades da Foxlux S.A., da Harrop Indústria Cosmética Ltda., das Indústrias Becker Ltda., da Metha Trading – Importação, Exportação e Comércio de Produtos Químicos Eireli, Quimitêxtil Ltda., e Siqueira Campos Importação e Distribuição Ltda., todas no Recife; e as implantações da HP Comércio Internacional Ltda. e da Vanosan Brasil Ltda., ambas em Abreu e Lima. Além disso, serão implantadas as unidades da Agro Trade Service Ltda., em Caruaru, e da Distribuidora Adauto Carvalho, em Serra Talhada. Haverá ainda a ampliação com nova linha de produtos da Conaprole do Brasil – Comercial Importadora e Exportadora Ltda.

CENTRAIS DE DISTRIBUIÇÃO – Foram quatro projetos aprovados. Entre os destaques que receberam parecer favorável estão as implantações das unidades da Audax Química Indústria e Comércio de Produtos para Higiene e Limpeza Ltda., em Paulista, e da Macan Distribuidora de Brinquedos Ltda., no Recife. Ainda na Capital Pernambucana, haverá a ampliação da Embrepar Automotiva Ltda. Já o município de Orobó será contemplado com a ampliação com nova linha de produtos da Valeriano Valente de Oliveira e Cia Ltda.
SOBRE O PRODEPE

O Programa de Desenvolvimento do Estado de Pernambuco (Prodepe) compreende um conjunto de incentivos fiscais direcionados para alguns setores da atividade econômica, entre os quais destacam-se: industrial, central de distribuição e importador atacadista. O pacote destina-se a atrair novos investimentos para Pernambuco e manter em seu território aqueles já existentes. O programa foi instituído pela Lei nº 11.675, de 11 de outubro de 1999, e regulamentado por meio do Dec. nº 21.959, de 27 de dezembro de 1999, e respectivas alterações. É um dos programas mais robustos do gênero, pela abrangência e escalonamento de percentuais em função da localização dos empreendimentos, e transparentes, por dar publicidade aos atos através de decretos específicos no Diário Oficial.

A AD DIPER

A Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper) é ligada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (SDEC) e tem como missão apoiar o desenvolvimento econômico e social do Estado por meio de ações indutoras e do apoio aos setores industrial, agroindustrial, comercial, de serviços e de artesanato. Tem como desafio interiorizar o desenvolvimento, integrando o médio e pequeno produtor ao dinamismo econômico local.

Voltar para a página de Notícias