Clipping

Suape ganha CD de R$ 1 milhão

Saint Gobain inaugura Centro de Distribuição, o 1º no Nordeste, gerando 400 vagas de empregos no estado

ANDRÉ CLEMENTE
andreclemente.pe@dabr.com.br

A Saint Gobain Canalização inaugurou ontem o seu Centro de Distribuição (CD) no Complexo Industrial Portuário de Suape, o primeiro do Nordeste, empregando 400 trabalhadores. O investimento de R$ 1 milhão na implantação é resultado do volume de contratos com as regiões Norte e Nordeste em projetos de infraestrutura hídrica. Pernambuco é destaque com obras da Companhia de Saneamento de Pernambuco (Compesa). São mais de R$ 500 milhões contratados com a concessionária, sendo R$ 450 milhões de encomendas exclusivamente para a Adutora do Agreste, reunindo a demanda de aproximadamente 50% da produção de tubulações de ferro fundido de grandes diâmetros da fábrica de Barra Mansa, no Rio de Janeiro.

“A partir de amanhã (hoje), a logística das tubulações, que é exclusivamente rodoviária, terá a opção portuária em operações vindas de Barra Mansa e possíveis importações da fábrica da Espanha. Nossos negócios com Pernambuco já nos trouxeram para cá. Se vamos ampliar o CD ou até trazer uma unidade fabril é o mercado quem dirá”, destacou o diretor-geral da Saint Gobain Canalização, David Molho. “O contrato com Pernambuco é de dois anos e os pagamentos são realizados conforme a entrega. Caso o estado decida acelerar os projetos e estivermos na capacidade máxima na fábrica brasileira, acionaremos a unidade da Espanha para atender o volume exigido sem problemas”, garantiu. A implantação do CD em Pernambuco é parceria da empresa com a pernambucana Komboogie, dona do terreno (cinco mil metros quadrados) e responsável pela operação do pátio para armazenagem dos tubos nos 25 caminhões que chegam diariamente a Suape.

O presidente da Compesa, Roberto Tavares, reforçou a parceria e a amplitude dos contratos. “Fomos ao Rio de Janeiro em junho para assinar o contrato dessa amplitude para obras que têm função importante na vida dos pernambucanos. A adutora promete equilibrar o abastecimento de água do Agreste, região que possui o pior balanço hídrico em Pernambuco. O quantitativo de tubos que já chegou a Pernambuco representa R$ 50 mil, já pagos”, justifica.

Adutora do Agreste

A obra bilionária da adutora está em mobilização crescente de atividades. Cerca de 600 trabalhadores estão em atividade nas 17 frentes de serviço da obra da Adutora do Agreste. Até o fim do mês, esse número deve saltar para 1,5 mil pessoas trabalhando. O acréscimo é justificado com a chegada da etapa civil da estação de tratamento de água (ETA) em Arcoverde, que estava em fase de movimentação de terra. A obra completa é orçada em R$ 2 bilhões.

Fonte: Diario de Pernambuco (11/10/13)

Tags: Centro de distribuição, Compesa, Diario de Pernambuco, inauguração, Saint Gobain, Suape

Voltar para a página de Clipping