Clipping

Emergência por causa da seca

Portaria do Ministério da Integração viabiliza o acesso de 56 cidades a programas de fornecimento de água tratada e permite outros benefícios

O Ministério da Integração reconheceu, ontem, mais 56 municípios de Pernambuco em situação de emergência em virtude do longo período de seca. Segundo o governo, a iniciativa vai facilitar que as cidades possam ter apoio emergencial da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil para socorro, assistência e reestabelecimento dos serviços essenciais à população. A portaria do governo ampliou a lista de municípios beneficiados no estado, um total de 127. Somente a Operação Carro-Pipa Federal, uma das principais ações emergenciais, recebeu investimento de R$ 57 milhões que favoreceram cerca de 630 mil pernambucanos nos três primeiros meses do ano.

Segundo informações do governo, além dos R$ 57 milhões, o ministério repassou recursos para perfuração de poços, sistemas de esgotamento sanitário, implementação de cisternas, sistemas simplificados de abastecimento, barreiros, kits de irrigação e pequenas barragens. Os valores detalhados dos demais investimentos não foram divulgados.

A portaria viabiliza o acesso aos programas de fornecimento de água tratada, como a Operação Carro-Pipa Federal, e também permite outros benefícios, como renegociação de dívidas no setor de agricultura e o apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a retomada da atividade econômica nas regiões afetadas.

Os municípios que passam a integrar a lista são: Afogados da Ingazeira, Afrânio, Araripina, Arcoverde, Belém do São Francisco, Betânia, Bodocó, Brejinho, Cabrobó, Calumbi, Carnaíba, Carnaubeira da Penha, Cedro, Custódia, Dormentes, Exu, Flores, Floresta, Granito, Ibimirim, Iguaraci, Inajá, Ingazeira, Ipubi, Itacuruba, Itapetim, Jatobá, Lagoa Grande, Manari, Mirandiba, Moreilândia, Orocó, Ouricuri, Parnamirim, Petrolândia, Petrolina, Quixaba, Salgueiro, Santa Cruz, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Filomena, Santa Maria da Boa Vista, Santa Terezinha, São José do Belmonte, São José do Egito, Serra Talhada, Serrita, Sertânia, Solidão, Tabira, Tacaratu, Terra Nova, Trindade, Triunfo, Tuparetama e Verdejante.

Segundo o ministério, outras ações estão sendo feitas para enfrentamento ao longo período de estiagem. Entre elas, destacam-se obras estruturantes como a transposição do Rio São Francisco, que começou ainda na gestão de Lula e sofreu atrasos. Chamado de o Novo Chico na gestão de Temer, o projeto beneficiará quatro estados com seus eixos Norte e Leste. A água do Rio São Francisco já chegou ao estado de Pernambuco, foi disponibilizada na cidade de Sertânia (PE), que conta com 35 mil habitantes. (Da redação)

Fonte: Diario de Pernambuco (Editoria Economia)

Voltar para a página de Clipping