28° C

Notícias

Notícias

Porto Digital e AD Diper mapeiam ecossistema de inovação no estado

Plataforma batizada de Ecossistema.PE incentivará participação em programas de inovação aberta e matchmaking

RECIFE PETERSONMAYRINCK

Quase 200 startups e empresas de tecnologia e 25 centros de ensino, pesquisa e desenvolvimento. Esses são alguns dos números levantados no mapeamento do ecossistema de inovação de Pernambuco, realizado pelo Porto Digital e pela Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper). O documento pode ser conferido na íntegra online.

O mapeamento Ecossistema.PE tem como objetivo conhecer melhor as os atores que compõem o ambiente de inovação de Pernambuco: empresas de tecnologia, startups, institutos de ciência e tecnologia (ICT), incubadoras, aceleradoras, agências de fomento, investidores, empresas juniores, entre outros. Os objetivos ainda incluem a geração de insights, o aumento do pool de informação disponível, a geração de novos negócios e, claro, tornar o ecossistema ainda mais conhecido no mundo.

Das empresas que participaram do mapeamento, mais da metade conta com até cinco colaboradores - e 15% relatam ter mais de 20 funcionários. Já na quantidade de negócios, 41% dos empreendimentos responderam ter até 10 clientes, enquanto outros 30% fornecem produtos e serviços para mais de 50 clientes - números que chamam a atenção quando se leva em conta que o modelo de negócio de 65% dos respondentes é do tipo business-to-business (B2B), ou seja, quando o cliente é uma outra empresa.

Além de mapear e entender mais a fundo a realidade local, a iniciativa do Porto Digital e AD Diper tem o objetivo de criar uma plataforma que receberá todos os dados colhidos e gerará conteúdo, fará a promoção de iniciativas dos entes e mostrará oportunidades de fomento e conexão para o ambiente de inovação do Estado. 

"O Ecossistema.PE ainda servirá como ponto de partida para participação em programas de inovação aberta e matchmaking, assim como outras ações ofertadas pelos principais atores do polo. Afinal, além de ser uma ferramenta para o próprio ecossistema, também é um portfólio do que nós, como polo de tecnologia de relevância nacional e internacional, podemos oferecer”, explica o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena.

De acordo com o diretor de Fomento e Inovação da AD Diper, Jaime Alheiros, o mapeamento é de fundamental importância para todos os atores do programa Desenvolve.AI: "O mapeamento do ecossistema e soluções é uma etapa crucial para o sucesso do Desenvolve.AI. Sabendo da necessidade das empresas e tendo acesso às soluções e pesquisas já em andamento, aumentamos muito a chance de resolvermos problemas relevantes das nossas indústrias."

A iniciativa conta com apoio do Sebrae Pernambuco, Softex Recife, Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro PE/PB), a comunidade de startups Manguez.al e o Sindicato das Empresas de Processamento de Dados do Estado de Pernambuco (Seprope).

Confira alguns dos números: 

  • 190 startups e empresas de tecnologia

  • 25 centros de ensino, pesquisa e desenvolvimento

  • 23 empresas juniores

  • 11 coworkings

  • 7 incubadoras

  • 3 aceleradoras

  • 7 makerspaces 

  • 8 investidores

  • 4 corporate venture