28° C

Notícias

Notícias

Governo do Estado relança linha de crédito da Fenearte com juros menores e amplia prazo de pagamento

Os artesãos que vão expor sua produção na maior feira de artesanato da América Latina, a Fenearte, terão um incentivo extra para gerar negócios em sua 21ª edição. É que o Governo de Pernambuco anunciou, nesta quarta-feira (8), duas novidades relacionadas à linha de crédito que, tradicionalmente, já é oferecida para quem deseja financiar estandes durante o evento. A primeira foi a redução da taxa de juros, que caiu de 2% para 1,49% ao mês; a segunda foi a ampliação do prazo de pagamento, que subiu de cinco para nove meses. A próxima edição da Fenearte está marcada para os dias 1º e 12 de julho, no Centro de Convenções, em Olinda.

No entanto, isso não é tudo. Além da linha Fenearte, já conhecida pelo artesão que participa da feira, uma parceria entre as agências de Desenvolvimento Econômico (AD Diper) e de Empreendedorismo de Pernambuco (AGE) possibilitou o anúncio de outro tipo de financiamento, a linha de Crédito Popular. Ela poderá ser utilizada pode financiar produtos, produção e até maquinário, ajudando o empreendedor a participar do evento. Neste caso, o valor de empréstimo pode ser dividido em até 12 parcelas.

“A Fenearte é uma das mais importantes iniciativas para geração de negócios no setor do artesanato e da economia criativa do Governo do Estado de Pernambuco. E consolida-se como o maior evento da América Latina, estimulando o potencial de crescimento dos artesãos e artesãs, além de funcionar como fundamental elemento estruturador da cadeia produtiva do artesanato local”, explica Márcia Souto, coordenadora geral da Feira e diretora de Promoção do Artesanato e da Economia Criativa, da AD Diper.

A linha de crédito Fenearte – exclusiva para artesãos selecionados para participar da 21ª edição da feira, para a compra dos estandes – é resultado de políticas públicas de manutenção do artesanato e da economia criativa realizadas em parceria entre a AD Diper e a AGE, podendo beneficiar centenas de artesãos que participam da Fenearte anualmente. Não será necessário apresentar garantias nem avalista. Os limites de crédito são pré-aprovados e quem possuir restrição terá seu cadastro analisado pela AGE. De 2015 até o ano passado, foram financiados quase 894 estandes, beneficiando cerca de 2,8 mil artesãos e movimentando cerca de R$ 3 milhões.

A segunda linha, o Crédito Popular, lançada em outubro último, já beneficiou mais de dois mil empreendedores pernambucanos de diversos segmentos, movimentando cerca de R$ 5 milhões na economia local. Pode ser utilizada por empreendedores e por artesãos que participem ou não da Fenearte. E também oferece juros reduzidos, de 1,49% ao mês, e condições facilitadas, com financiamento de até R$ 3 mil, para ser pago em até 12 parcelas. É possível tanto fazer o cadastro individual quanto optar pelo grupo - que pode ter de três a cinco integrantes - com garantias de aval solidário.

“O Crédito Popular pode ser utilizado, por exemplo, para comprar matéria-prima e para ajudar num desempenho melhor na feira”, ressalta Annaflora Simões, superintendente de Pequenos Negócios da AGE. Os interessados poderão realizar um pré-cadastro pelo site www.age.pe.gov.br, ou tirar suas dúvidas ligando 0800-081-8081.

Iniciativa bem-sucedida - O Crédito Popular foi lançado em outubro do ano passado e já beneficiou mais de dois mil empreendedores pernambucanos de diversos segmentos, movimentando cerca de R$ 5 milhões na economia local. A AD Diper é parceira da AGE no Programa Crédito Popular, cabendo a ela a contratação dos agentes de microcrédito que estão atuando no processo. A AD Diper e a AGE são vinculadas às Secretarias de Desenvolvimento Econômico (SDEC) e de Trabalho, Emprego e Qualificação (Seteq), respectivamente.

Considerada uma política pública de promoção do artesanato, a Fenearte é uma realização do Governo do Estado, através do Programa do Artesanato de Pernambuco (PAPE), da AD Diper/Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDEC); da Empresa Pernambucana de Turismo (Empetur) / Secretaria Estadual de Turismo; da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) / Secretaria Estadual de Cultura e do Recife Convention&Visitors Bureau (RCVB).