28° C

Notícias

Notícias

Yazaki expandirá polo automotivo e vai gerar 1.600 empregos no Agreste pernambucano

Investimento será de R$ 60 milhões na fábrica de Bonito, que vai atender diretamente a planta da Jeep em Goiana.

Investimento será de R$ 60 milhões na fábrica de Bonito, que vai atender diretamente a planta da Jeep em Goiana, 

Yazaki 

Mais uma gigante global da indústria automotiva escolheu Pernambuco para consolidar seu plano de expansão no Brasil. Sob investimento de R$ 60 milhões e perspectiva de gerar 1,6 mil empregos diretos após sua instalação, a multinacional de origem japonesa Yazaki inicia, em fevereiro, as obras de construção da sua segunda planta estabelecida no Nordeste, que passará a atender o polo automotivo da FCA/Jeep, em Goiana, a partir do ano que vem. As negociações com a multinacional de origem japonesa foram seladas nesta quinta-feira (30.01), no Palácio do Campo das Princesas.

O presidente da Yazaki Mercosul, Lázaro Figueiredo, foi recebido com seu corpo diretor pelo governador Paulo Câmara. O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, o presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), Roberto Abreu e Lima, e o prefeito de Bonito, Gustavo Adolfo, também estiveram presentes no evento. A empresa escolheu o município de Bonito, distante 136 km do Recife, para construir a sua sexta planta industrial no país e deve iniciar suas operações - a fabricação de chicotes, para até mil veículos por dia - em janeiro de 2021. Além de chamar atenção pelo uso intensivo de mão de obra, a nova fornecedora do polo automotivo marcará a expansão para uma nova região geográfica do Estado, o Agreste Central. Até o momento, as 16 sistemistas do polo automotivo Jeep estão concentradas na Região Metropolitana do Recife (RMR).

“A chegada da Yazaki, empresa de referência mundial, ao município de Bonito reforça a nossa política de descentralização dos investimentos para desenvolver a economia de Pernambuco. Estamos expandindo o nosso polo automotivo, gerando emprego e renda em diferentes regiões do Estado. Tudo é fruto dessa forma que o governo está tratando o enfrentamento da crise. Mas agimos com responsabilidade para dar todas as condições necessárias aos empreendimentos que aqui chegam. Tenho certeza de que essa planta contribuirá bastante para o crescimento do Agreste pernambucano”, afirma o governador Paulo Câmara. Assim como outras empresas atraídas para o segmento, a Yazaki será beneficiada pelo Prodeauto (Programa de Desenvolvimento do Setor Automotivo do Estado de Pernambuco). Caso comercialize para outros estados, também terá direito a 90% de  crédito presumido do ICMS, a partir do Prodepe (Programa de Desenvolvimento do Estado de Pernambuco).

As instalações da nova fábrica utilizarão os moldes da planta instalada em Sergipe, composta por mais de 90% de trabalhadores locais. Além disso, a empresa tem um olhar diferenciado sobre a mão de obra feminina, já que, por conta da delicadeza, o trabalho exercido por elas tem melhor aproveitamento para a produção de produtos manufaturados, a exemplo dos componentes eletrônicos, chicotes, controle de movimentos, painel de informações, dentre outros produtos automotivos. “Estarmos presentes em Pernambuco e em Bonito reforça o nosso compromisso de desenvolvimento das comunidades, por meio da ética e da lei. A Yazaki está reforçando o seu papel de ser uma empresa comprometida com o mundo e necessária à sociedade. E a capacitação é algo fundamental, tão importante quanto a estrutura fabril. Vamos desenvolver mecanismos para investir na qualidade da mão de obra local”, destaca o presidente da Yazaki Mercosul, Lázaro Figueiredo.

A companhia já possui contrato e integra a cadeia de suprimentos da Fiat Chrysler Automobiles, o que acabou por reforçar a escolha por Pernambuco. Atualmente, os produtos destinados para a Jeep, em Goiana, vêm da unidade localizada em Nossa Senhora do Socorro, em Sergipe. A expansão da multinacional também está diretamente relacionada ao crescimento da produção de veículos da FCA e à nova rodada de investimentos da cadeia produtiva local, com aportes privados que chegam a R$ 7,5 bilhões até o ano de 2023, implicando na geração de mais 9 mil empregos diretos.

Vale ressaltar que, desde que a Fiat Chrysler inaugurou suas instalações, em abril de 2015, já foram atraídos mais de R$ 11 bilhões em investimentos privados e geradas mais de 13,6 mil vagas formais no mercado de trabalho pernambucano. Atualmente, há cerca de 120 empresas instaladas locais atuando, de forma direta ou indireta, no setor automotivo. Elas são responsáveis por fazer a pauta de veículos automotores ser o principal item de exportação em valor no Estado, atingindo cerca de US$ 350 milhões em 2019.

“Cada um dos fornecedores possui uma característica específica. Tem os mais intensivos em equipamentos pesados e que, por isso, precisam estar próximos à fábrica. Outros são intensivos em mão de obra. A Yazaki é fornecedora de chicotes elétricos e se encaixa neste último perfil. Ela fez um mapeamento no Estado para identificar o local mais apropriado para se instalar e chegou à conclusão que o município de Bonito reunia qualidades de mão de obra e de vida muito similaresaos conceitos que busca, quando vai se instalar. Inclusive há uma colônia de japoneses na cidade, o que despertou o interesse da empresa”, reforça o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach.

O presidente da AD Diper, Roberto Abreu e Lima, destaca que este é o primeiro grande anúncio do setor automotivo após o evento promovido pelo Governo estadual em São Paulo, no dia 30 de maio de 2019, quando a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, através da agência de fomento, capitaneou um encontro com cerca de 90 representantes do mercado automotivo, entre CEOs, diretores e gerentes de 43 empresas do setor. Batizado de “Match Day FCA”, o evento, cuja abertura coube ao governador Paulo Câmara, foi promovido em parceria com a Fiat Chrysler Automobiles. “Mais anúncios importantes virão nas próximas semanas”, garante.

“MAIORIA FEMININA E PRIMEIRO EMPREGO”
A fábrica da Yazaki será erguida em um terreno de 10 hectares doado pela prefeitura, ao lado da Escola Técnica Célia de Souza Arraes e Alencar. Esta será a primeira grande indústria a se instalar no município de Bonito. “Acreditamos que o investimento é certeiro e vai se refletir na mudança da economia local. O volume de empregos que será gerado é muito significativo, em especial por conta da maioria feminina e do primeiro emprego para os jovens”, enfatiza Abreu e Lima. O discurso é ratificado pelo prefeito de Bonito, Gustavo Adolfo. “É com muita alegria que a gente vê a chegada da Yazaki, uma empresa multinacional que vai gerar milhares de empregos na nossa cidade, na nossa região e no Estado como um todo. A gente se sente muito honrado e ao mesmo tempo orgulhoso de poder trazer para Bonito, para nossa gente, dias melhores, desenvolvimento, renda e, principalmente, uma melhor qualidade de vida. ”

DADOS ECONÔMICOS MUNICIPAIS
Com cerca de 40 mil habitantes e Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 364 milhões (2016), a Administração Pública ainda é o principal motor da economia e da geração de empregos de Bonito. Para se ter ideia, o setor é responsável por 41,8% dos postos de trabalho formais na cidade. No que se refere à participação no Valor Adicionado Bruto (VAB) do município, Serviços (34,3%), Indústria (14,4%) e Agropecuária (9,9%) vêm em seguida. Entre os destaques de sua atividade econômica, estão o turismo, a produção de artesanato, a avicultura, os móveis e o comércio.

SOBRE A YAZAKI
Em operação desde 1941, a Yazaki é uma das maiores fornecedoras automotivas do mundo. Desde a sua primeira produção fora do Japão, iniciada na Tailândia, na década de 1960, sua atuação global não para de crescer. Atualmente, está presente em 45 países, empregando aproximadamente 250 mil pessoas. No Brasil possui fábricas em Tatuí (SP), Santo Antônio da Platina (PR), Irati (PR), Matozinhos (MG) e Nossa Senhora do Socorro (SE), empregando cerca de 8 mil pessoas. Fornece, na Região Nordeste, para a fábrica da Jeep, em Pernambuco - entregando todos os chicotes dos modelos Fiat Toro, Jeep Renegade e Compass.